domingo, 18 de outubro de 2009

O Movimento Jovens com Marcelo.

O surgimento do Movimento Jovens com Marcelo é a prova acabada de que Marcelo Rebelo de Sousa se vai candidatar à liderança do PSD. Os seus apelos a que Manuela Ferreira Leite leve o seu mandato até ao fim, aliás logo secundados pelos seus jovens, não passam por isso de uma jogada estratégica de quem sente que ainda precisa de lançar muitas outras iniciativas e que neste momento não ganha o partido.
Não será, por isso, de estranhar que depois dos Jovens com Marcelo, Marcelo Rebelo de Sousa queira apresentar a seguir os Velhos com Marcelo, os de Meia Idade com Marcelo e Quaisquer Outros com Marcelo. Não lhe auguro, porém, grande sucesso. Ao contrário dos jovens, os mais velhos têm memória do desastre que foi a liderança de Marcelo Rebelo de Sousa no PSD, incapaz de fazer oposição a António Guterres, e que acabou por se demitir na véspera de umas eleições, depois de Paulo Portas o ter arrasado numa entrevista televisiva. José Sócrates agradeceria efusivamente ter Marcelo Rebelo de Sousa na liderança do PSD, como agradeceu a liderança de Manuela Ferreira Leite, que até consegue criar polémica numa simples eleição para a presidência do grupo parlamentar.
É por isso que há muito que acho que só Pedro Passos Coelho tem condições para voltar a afirmar o PSD como alternativa. O tempo avança para a frente e não volta para trás. E como escreveu Heráclito, "ninguém se pode banhar duas vezes nas mesmas águas de um mesmo rio".

Um comentário:

Filipe Guedes Ramos disse...

Esperemos que, a bem da democracia portuguesa, Heráclito tenha razão.

Parabéns pelo seu blogue.