sexta-feira, 2 de junho de 2017

Cui prodest?

Não tive dúvidas nenhumas de que o projecto do PS que na prática inviabilizava todo e qualquer alojamento local prosseguia os interesses do sector hoteleiro, como agora acaba de ser noticiado. Aliás, perante a polémica que se causou o mesmo, esse sector apareceu logo a seguir a apresentar uma proposta aparentemente mais moderada, mas que continuava a impedir o alojamento local. Infelizmente o nosso país é muito pouco claro sobre as consequências dos impedimentos dos deputados e a forma como eles estão a ser ultrapassados. Ninguém no Parlamento propõe que se abra um inquérito sobre este assunto? É que é altura de a independência e a transparência de interesses dos nossos parlamentares deixarem de ser palavras vãs.