sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Na morte de Inocêncio Galvão Telles.

Aprendi pela primeira vez Direito das Obrigações com base nas lições de Inocêncio Galvão Telles. Depois ele presidiu ao júri do meu concurso para assistente-estagiário da Faculdade de Direito de Lisboa, a primeira das muitas provas que tive que percorrer ao longo da minha carreira académica.
Muitos anos mais tarde, tive a honra de participar na coordenação desta obra em sua homenagem, tendo sido autor da nota biográfica sobre o homenageado. Quero por isso, neste momento, lamentar o falecimento desta figura ímpar da comunidade jurídica portuguesa, e reiterar com saudade a minha homenagem a quem, pelo brilho de todas as suas realizações, marca para sempre a História da Faculdade de Direito de Lisboa.

5 comentários:

O Legislador disse...

Um grande jurista com um percurso profissional e académico sem paralelo.
Não tive o privilégio de ser seu aluno mas por várias vezes estudei por manuais escritos pelo Professor Galvão Telles.
Sem dúvida uma grande perda.

JMV disse...

De facto, entre outras obras, a sua "Introdução ao Estudo do Direito" ou o seu "Direito das Obrigações" ficarão - ficaram já - como marca a ingressar na rara fileira das grandes obras da civilística portuguesa de todos os tempos.

O seu estilo, a um tempo explicativo e pedagógico mas sempre enxuto, elegante e impecável no que respeita ao rigor, é igualmente uma das marcas que justificará que os seus livros se continuem de futuro a ler.

å½xandra disse...

Como ainda presente aluna da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, mais não podia lamentar a morte deste grande Jurista, que tanto contribuiu e há-de contribuir para a evolução do Direito em Portugal com a formação de novos juristas.
O seu corpo não está mais presente, mas o seu espírito e legado permanecem.

JB disse...

Tive e tenho o prazer de estudar obrigações, a minha área preferida do direito, pelo manual dos contratos do Prof. Galvão Telles. Embora tenha estudado direito na Universidade Católica do Porto, escola que segue mais a doutrina de Coimbra e por isso não dá tanta atenção aos autores de Lisboa (com excepção precisamente do autor deste blogue, cujo manual de obrigações consta das leituras obrigatórias das cadeiras de obrigações e cumprimento e não cumprimento), li por iniciativa própria e como estudante o manual dos contratos do Professor Galvão Telles.

Devo dizer que se trata de uma das obras jurídicas mais bem elaboradas que me foram dadas a conhecer e já li muitas, especialmente nessa área do direito civil. Por isso também presto a minha homenagem ao autor.

ernestino disse...

Não estudei Direito das obrigações pela obra do Professor Galvão Telles, já que, a obra que me serviu e serve de bússola nesta matéria, é a do ilustre autor deste blogue. Contudo, o primeiro contacto com o direito foi através do incontornavel trabalho do ilustre Professor Galvão Telles
"INTRODUÇÃO AO ESTUDOO DO DIREITO".
O Professor Galvão Telles é mais um Português que a morte não venceu.