quarta-feira, 4 de março de 2009

Os "lapsos" no Código do Trabalho.

Como seria de esperar, o Ministro do Trabalho não assume a responsabilidade pela confusão criada em torno da entrada em vigor do Código do Trabalho, que ameaça deixar sem sanção as normas relativas à higiene, segurança e saúde no trabalho. Em Portugal, e especialmente no que se refere às reformas legislativas, a culpa morre sempre solteira.

Um comentário:

Francisco Bruto da Costa disse...

Estes lapsos não seriam possíveis se houvesse um mínimo de controlo da qualidade da legislação.
Bem sei que o controlo de qualidade não está em alta nos mais diversos domínios, mas, enfim, há um mínimo exigível.